Economia
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Fábrica de produção de eucalipto é inaugurada nesta quinta em Imperatriz A unidade, tem capacidade de produção de 1,5 milhão de toneladas

Vera Batista

Publicação: 20/03/2014 09:39 Atualização:

A Suzano Papel e Celulose inaugura, nesta quinta-feira (20/3), a fábrica de produção de eucalipto em Imperatriz, segunda maior cidade do Maranhão, com a presença da presidente Dilma Rousseff e da governadora, Roseana Sarney. A unidade, tem capacidade de produção de 1,5 milhão de toneladas. A fábrica, que já está em operação, atenderá, prioritariamente, os mercados europeu e norte-americano. O empreendimento recebeu investimentos de R$ 6 bilhões.

O suprimento de madeira virá de plantios próprios, do Programa Vale Florestar e de parcerias com produtores locais. A planta industrial tem duas secadoras e dois fornos de cal, que permitem maior flexibilidade e estabilidade operacional. “Esse é um momento muito especial e que representa um salto importante para a empresa. Superamos o primeiro desafio, que era o início da produção, e agora estamos com nossas equipes focadas na evolução da planta”, explicou Walter Schalka, presidente da Suzano Papel e Celulose.

Para escoar a celulose, serão utilizados um ramal ferroviário próprio de 28 quilômetros, a ferrovia Norte-Sul e a ferrovia Carajás, essas duas últimas administradas pela Vale. A carga não sofrerá transbordo até o Porto do Itaqui, por onde será exportada. Serão gerados 3,5 mil empregos diretos e 15 mil indiretos.

Segundo informações da Secretaria de Comunicação do Governo do Maranhão, a Secretaria de Estado de Desenvolvimento, Indústria e Comercio (Sedinc) e a Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap) desenvolveram trabalho em conjunto para garantir o escoamento da produção de celulose da Suzano pelo Porto do Itaqui para o mercado internacional.

Leia mais notícias em Economia

O governo assegurou, ainda, condições para a instalação de empresas fornecedoras da Suzano, a exemplo da Air Liquide e Eka Chemical, que também receberam incentivos do ProMaranhão. Já a Metso adquiriu lote no Distrito Industrial de Imperatriz. O Estado também promoveu dois encontros de negócios entre a Suzano e as empresas maranhenses, em 2010 e 2011, por meio do Programa de Desenvolvimento de Fornecedores (PDF).

A fábrica da Suzano, informa ainda o governo do Maranhão, integra um total de 55 grandes empreendimentos que entraram em operação no estado desde 2009. Juntos, somam R$ 59,3 bilhões em investimentos privados. Mais de 100 mil empregos diretos foram gerados nas fases de implantação e de operação desses projetos.

A Suzano Papel e Celulose (Bovespa: SUZB5, OTC: SUZBY e Latibex) é uma empresa de base florestal, controlada pela Suzano Holding e parte do Grupo Suzano. Investe no setor de papel e celulose há 90 anos, com operações globais em aproximadamente 60 países. Atualmente, possui seis unidades industriais: Suzano, Rio Verde, Limeira e Embu, no interior do Estado de São Paulo, Mucuri, na Bahia, e Imperatriz, no Maranhão. Sua capacidade de produção é de 4,7 milhões de toneladas de papel e celulose por ano.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas