Economia
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Ideli critica Standard & Poor's e diz que números da economia são sólidos Segundo Ideli, "os números da economia brasileira são muito sólidos e muito contundentes no sentido da qualidade de vida da população"

France Presse

Publicação: 25/03/2014 14:55 Atualização:

'Os números da economia brasileira são muito sólidos e muito contundentes no sentido da qualidade de vida da população', disse Ideli (Iano Andrade/CB/D.A Press)
"Os números da economia brasileira são muito sólidos e muito contundentes no sentido da qualidade de vida da população', disse Ideli

A ministra da Secretaria de Relações Institucionais da Presidência da República, Ideli Salvatti, criticou a agência de classificação de risco Standard & Poor's (S&P), que reduziu a nota da economia brasileira. Ideli disse que a agência “não conseguiu sequer perceber o risco da crise de 2008”, que abalou a economia mundial.

Segundo Ideli, “os números da economia brasileira são muito sólidos e muito contundentes no sentido da qualidade de vida da população: é o emprego, é o controle macroeconômico, são nossas reservas cambiais, é o investimento [estrangeiro] direto que temos tido”. Ela acrescentou que o governo tem a convicção de que está trabalhando “conforme os interesses da maioria da população e [da] preservação da economia brasileira”.

Leia mais notícias em Economia

Em relatório divulgado no fim da tarde de ontem (24/3), a agência reduziu, de BBB para BBB-, a nota soberana do país com perspectiva neutra, o que indica que a classificação não será rebaixada nos próximos meses.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

PUBLICIDADE



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas