publicidade

Juro de cartão sobe seis vezes mais que taxa básica em um ano

Os juros do empréstimo pessoal em bancos avançaram abaixo da média das seis linhas analisadas

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 04/04/2014 08:14

Pedro Henrique Lobato

Apesar de o Comitê de Política Monetária (Copom) ter aumentado os juros básicos da economia (Selic) em 3,75 pontos percentuais ao longo dos últimos 12 meses, de 7,25% para 11% ao ano, a taxa média cobrada do consumidor avançou bem mais: foram 8,55 pontos no mesmo período, de 88,61% para 97,16% ao ano, segundo um estudo da Associação Nacional dos Executivos de Finanças (Anefac). A entidade avaliou seis linhas de crédito. Algumas subiram num ritmo bem maior, como a do cartão de crédito (23,56 pontos, de 192,94% para 216,5% ao ano).

Leia mais notícias em Economia

Os juros do empréstimo pessoal em bancos avançaram abaixo da média das seis linhas analisadas, mas também superou a alta da Selic, pois passou de 41,42% para 47,64% — um incremento de 6,18 pontos percentuais. “Destacamos que, por conta da maior competição no sistema financeiro após os bancos públicos terem reduzido mais fortemente suas taxas, é possível que algumas instituições financeiras possam manter inalterados os juros das operações de crédito”, ressalvou Miguel José Ribeiro de Oliveira, diretor da Anefac.

 A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade