Juro de cartão sobe seis vezes mais que taxa básica em um ano

Os juros do empréstimo pessoal em bancos avançaram abaixo da média das seis linhas analisadas

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 04/04/2014 08:14

Pedro Henrique Lobato

Apesar de o Comitê de Política Monetária (Copom) ter aumentado os juros básicos da economia (Selic) em 3,75 pontos percentuais ao longo dos últimos 12 meses, de 7,25% para 11% ao ano, a taxa média cobrada do consumidor avançou bem mais: foram 8,55 pontos no mesmo período, de 88,61% para 97,16% ao ano, segundo um estudo da Associação Nacional dos Executivos de Finanças (Anefac). A entidade avaliou seis linhas de crédito. Algumas subiram num ritmo bem maior, como a do cartão de crédito (23,56 pontos, de 192,94% para 216,5% ao ano).

Leia mais notícias em Economia

Os juros do empréstimo pessoal em bancos avançaram abaixo da média das seis linhas analisadas, mas também superou a alta da Selic, pois passou de 41,42% para 47,64% — um incremento de 6,18 pontos percentuais. “Destacamos que, por conta da maior competição no sistema financeiro após os bancos públicos terem reduzido mais fortemente suas taxas, é possível que algumas instituições financeiras possam manter inalterados os juros das operações de crédito”, ressalvou Miguel José Ribeiro de Oliveira, diretor da Anefac.

 A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade