publicidade

Consumidor paulistano está mais cauteloso, revela pesquisa

Esse foi o menor percentual em um segundo trimestre desde 2004

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 10/04/2014 15:34

Agência Brasil

Mais da metade (53,2%) dos paulistanos entrevistados para a pesquisa trimestral de sondagem na intenção de compra do Programa de Administração do Varejo (Provar), da Fundação Instituto de Administração (FIA), manifestaram o desejo de adquirir bens duráveis no período de abril a junho deste ano. Esse universo é superior ao apurado no primeiro trimestre (49,6%), mas indica uma queda de 6 pontos percentuais em comparação a igual período do ano passado (59,2%).

Na série histórica iniciada em 1999, esse foi o menor percentual em um segundo trimestre desde 2004, quando 45,1% dos consumidores consultados na cidade de São Paulo tinham declarado a intenção de compra. A enquete é feita com 500 consumidores que informam tanto o valor que acreditam que devam gastar quanto o tipo de produto desejam adquirir nos seguintes setores: eletroeletrônicos, informática, cama, mesa e banho, cine e foto, móveis, telefonia e celulares, material de construção, linha branca, vestuário e calçados, automóveis e motos, imóveis, eletroportáteis e viagens e turismo. Também é perguntado sobre a utilização de crédito.

Leia mais notícias em Economia

O segmento mais apontado foi o de vestuário e calçados (21%), seguido pelo de telefonia e celulares (11,8%) e viagens e turismo (10,6%). Em quarta colocação está o setor de eletroeletrônicos (9%), que inclui os televisores - um bem de consumo que sempre tem maior atratividade em ano de eventos como o da Copa do Mundo.

Para Claudio Felisoni de Angelo, presidente do Conselho do Provar/FIA, o resultado é “preocupante”: além da Copa do Mundo, o segundo trimestre tem datas expressivas para o comércio como o Dia das Mães e Dia dos Namorados.

A intenção de compras por meio da internet também revela maior cautela: passou de 88,3%, no primeiro trimestre para 85,3%.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade