publicidade

Termina a greve dos trabalhadores de obras para as Olimpíadas Rio 2016

Os cerca de 25 mil operários estavam em greve há sete dias. Paralisação chegou ao fim após acordo feito na tarde desta segunda-feira

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 14/04/2014 18:15

Agência Brasil

Trabalhadores de grandes obras de infraestrutura para as Olimpíadas Rio 2016 decidiram voltar ao trabalho após acordo na tarde desta segunda-feira (14/4) com o sindicato patronal, na sede do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), no centro da cidade. Os cerca de 25 mil operários estavam em greve havia sete dias.

Foi acordado reajuste salarial de 9% e vale-refeição mensal de R$ 310. O Sindicato dos Trabalhadores na Indústria de Construção Pesada Intermunicipal do Rio de Janeiro havia feito contraproposta de 10% e R$ 300 de vale-refeição. “Não ficamos muito satisfeitos, não, mas voltamos ao trabalho amanhã (15). Os R$ 310 é para compensar o não pagamento integral das horas extras”, comentou o presidente do sindicato, Nilson Duarte Costa, adiantando que o salário médio da categoria é R$ 1,5 mil mensais.

Leia mais notícias em Economia

Obras importantes estiveram paralisadas devido à greve, como a Linha 4 Sul do metrô, a recuperação do Estádio João Avelange, o Engenhão, e os corredores expressos de ônibus Transolímpica e Transcarioca.

Já o presidente do Sindicato Nacional da Indústria da Construção Pesada (Sinicon), Rodolfo Tourinho Neto, destacou que o sindicato fez concessões importantes ao passar o valor do vale-refeição de R$ 230 para R$ 310.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade