publicidade

Programas do BNDES facilitam acesso a investimentos no mercado de capitais

O banco pretende facilitar o acesso das empresas à Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa)

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 15/04/2014 18:48

Agência Brasil

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) lançou nesta terça-feira (15/4) dois programas de apoio ao mercado de capitais. Eles visam a criação de novos fundos de investimento, com destaque para a indústria de venture capital (modalidade de investimento que consiste na compra, por um período pré-determinado, de participação acionária em empresas inovadoras de pequeno ou médio porte, de capital fechado) e private equity (investimento em empresas que ainda não são listadas em bolsa de valores, com o objetivo de alavancar seu desenvolvimento). Com isso, o banco pretende facilitar o acesso das empresas à Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa).

Os programas Multissetorial de Fundos e de Apoio a Ofertas Públicas em Mercado de Acesso terão dotação total de R$ 3 bilhões e abrangerão investimentos do BNDES por meio de fundos e de forma direta, no momento da oferta pública inicial de ações, conhecida como IPO (do inglês Initial Public Offering), de empresas de menor porte.

No âmbito do Programa Multissetorial de Fundos, o banco vai investir R$ 2 bilhões em até 12 fundos de private equity e de venture capital nos próximos dois anos. Segundo informou a assessoria de imprensa do BNDES, esses recursos poderão alavancar investimentos até R$ 10 bilhões em torno de 90 empresas, visando a contribuir para o seu crescimento e melhoria das estruturas de gestão e de governança. Os investimentos serão feitos por meio do BNDES Participações (Bndespar) em quatro chamadas públicas semestrais, que ocorrerão em 2014 e 2015. O lançamento do edital da primeira chamada deve ocorrer nas próximas semanas.

Leia mais notícias em Economia

Já o Programa de Apoio a Ofertas Públicas em Mercados de Acesso prevê investir até R$ 1 bilhão em ofertas públicas de empresas brasileiras no mercado de acesso. Nesse caso, a subsidiária Bndespar poderá atuar como âncora de investimentos, ao conceder garantia firme de subscrição em até 20% da oferta, desde que sejam observados alguns requisitos, como a aplicação em oferta majoritariamente primária, destacou o banco.

A seleção de gestor para o primeiro Fundo de Investimento para o Mercado de Acesso atenderá a chamada pública específica, poderá ter até 30% de participação do BNDES e pretende atingir patrimônio de R$ 250 milhões. O BNDES apoia a indústria nacional com investimentos de R$ 2,5 bilhões em private equity e venture capital.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade