publicidade

Planos de saúde devem subir até 15% em maio, prevê reajuste da ANS

No total, 9,8 milhões de usuários pagarão mais caro para ter assistência à saúde privada. As empresas do setor reivindicam aumentos que variam de 14% a 15%

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 17/04/2014 08:48

Rosa Falcão

Prepare os bolsos, porque vêm por aí novos aumentos que vão mexer no orçamento familiar. A definição do reajuste anual dos planos de saúde — individuais e familiares — está em reta final, na Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). No total, 9,8 milhões de usuários pagarão mais caro para ter assistência à saúde privada. As empresas do setor reivindicam aumentos que variam de 14% a 15%. O argumento é a alta dos custos do financiamento da saúde. Em 2013, a ANS autorizou o reajuste de 9,04%, superior à inflação de 5,91% medida pelo Índice de Preço ao Consumidor Amplo (IPCA).

Para chegar ao percentual, os técnicos da agência reguladora utilizam como parâmetro a média dos reajustes dos planos coletivos superiores a 30 vidas. A ANS informou ontem que a área técnica ainda não definiu o índice de 2014. Quando o pacote fechar, será enviado ao Ministério da Fazenda para bater o martelo.

Leia mais notícias em Economia

A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui.

publicidade

publicidade