Economia
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Grupo britânico vende divisão de oncologia a Novartis por US$ 16 bilhões O acordo é parte de uma reorganização geral das atividades da Novartis

France Presse

Publicação: 22/04/2014 07:23 Atualização: 22/04/2014 12:14

Londres - As empresas farmacêuticas Novartis e GlaxoSmithKline (GSK) realizaram uma profunda reformulação nos negócios, depois de acordos anunciados nesta terça-feira, envolvendo também o grupo americano Lilly. A suíça Novartis comprou a divisão de oncologia (medicamentos contra o câncer) da GSK, britânica, por 14 bilhões de dólares e vendeu seu setor de vacinas (com exceção das vacinas contra a gripe) por 7,1 bilhões.

A GSK se tornou, com a transação, a quinta maior produtora de vacinas do mundo. Além disso, as duas companhias criaram uma empresa conjunta para os medicamentos sem receita. Por fim, a multinacional farmacêutica suíça vai vender para a Eli Lilly sua divisão de veterinária por US$ 5,4 bilhões.

Para os analistas do banco Vontobel, a reestruturação é uma "simplificação espera há tempos". Já o Banco Notenstein avalia que a Novartis conseguiu encontrar uma solução para quase todos os seus "filhos problemáticos". "Estas transações representam um momento importante para Novartis, que se concentra assim em setores pontuais, com grande potencial de inovação e de escala global", declarou Joe Jiménez diretor-geral executivo do grupo.

Leia mais notícias em Economia

A parceira com a Glaxo criou "um ator global no setor de saúde sem receita", indicou Jiménez. Calcula-se que a empresa conjunta terá um valor de 10,9 bilhões de dólares. A empresa americana terá 63,5% do capital e a suíça, 36,5%.

Pelo setor de tratamento ao câncer, a GSK ainda pode receber mais 1,5 bilhão de dólares, em relação aos resultados futuros, principalmente na parte de pesquisas. "As oportunidades de aumentar nosso tamanho e de reagrupar ativos de grande qualidade nas vacinas e na saúde são raras. Graças a esta transação, vamos reforçar substancialmente duas de nossas principais divisões e criar novas opções para aumentar o valor para nossos acionistas", afirmou o diretor-geral da GSK, Andrew Witty.

A conclusão dos acordos é esperada para o primeiro trimestre de 2015, mas ainda precisa da aprovação dos acionistas de ambos os grupos e das autoridades do setor. A divisão de saúde animal da Novartis, avaliada em 1,1 bilhão de dólares, foi adquirida por 5,4 bilhões pela Eli Lilly, que se torna a número dois do setor.

A transação também deve ser concluída no início do próximo ano. A Novartis teve um volume de negócios de US$ 57,9 bilhões em 2013 e um lucro líquido de 3,9 bilhões. A Glaxo, por sua vez, espera com os acordos aumentar a receita em 2,2 bilhões de dólares, chegando a 45,283 bilhões. Os investidores viram com bons olhos os acordos: as ações da Novartis e da GSK subiram, tanto em Londres como em Zurique, nesta terça-feira.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

PUBLICIDADE



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas