publicidade

Terceirizados do call center do Banco do Brasil fazem paralisação

Entre os 26 itens da pauta de reivindicações, o principal é o reajuste linear dos salários de 10%

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 24/04/2014 13:35

Vera Batista

Cerca de 150 trabalhadores terceirizados da central de atendimento do Banco do Brasil (call center) fazem uma paralisação de 24 horas, na tentativa reabrir as negociações com a BB Tecnologia e Serviços - novo nome da Cobra Tecnologia. Eles estão reunidos em frente à sede da empresa, no Edifício D. Ângela, no Setor Comercial Sul, em Brasília. O objetivo, segundo Rodrigo Franco, secretário-geral do Sindicato dos Trabalhadores em Telecomunicações do DF (Sinttel-DF), é reabrir nas negociações iniciadas na data-base da categoria, em 1º de abril.

Entre os 26 itens da pauta de reivindicações, o principal é o reajuste linear dos salários de 10%. Atualmente o piso da categoria é de R$ 760. A intenção e elevar a remuneração mensal para R$ 836. “A empresa ofereceu o máximo de 7% e parou de conversar com a gente. Queremos reabrir nossos espaços de negociação e discutir melhores condições de trabalho”, destacou, ao revelar que os grevistas estão sendo pressionados pelos surpervisores, por mensagem pelo celular, para voltarem ao trabalho.

Leia mais notícias em Economia

publicidade