Economia
  • (1) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Servidores do Ministério da Cultura pedem equiparação salarial Alguns funcionários, como os da Casa Rui Barbosa, por exemplo, tem remunerações abaixo da média, segundo a Confederação Nacional dos Trabalhadores no Serviço Público Federal (Condsef)

Agência Brasil

Publicação: 29/04/2014 16:48 Atualização:

Servidores públicos do Ministério da Cultura (MinC) fizeram nesta terça-feira (29/4) pela manhã um ato em frente ao prédio do órgão, em Brasília. Os servidores do Minc reclamam da falta de condições de trabalho e pedem equiparação salarial com categorias que servem em outras áreas no âmbito federal fazendo a mesma função. De acordo com a Confederação Nacional dos Trabalhadores no Serviço Público Federal (Condsef), a Casa Rui Barbosa, por exemplo, tem remunerações abaixo da média.

Leia mais notícias em Economia


"Como nós temos necessidade de ter a mesma qualificação e temos atribuições semelhantes, temos necessidade de ter remunerações minimamente parecidas", disse Sérgio Pinto, servidor do MinC e membro da Condsef. Segundo Sérgio, os servidores do Minc têm os salários mais baixos do governo federal e isso faz com que as pessoas convocadas em concurso acabem não assumindo. De acordo com ele, “81% das pessoas convocadas no último concurso do Iphan [Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional] nem chegaram a tomar posse".

Esta matéria tem: (1) comentários

Autor: Rogério Galhardi
Por isso que defendo uma Carreira Única no âmbito do governo federal (Executivo, Legislativo, Judiciário, MPU e TCU)!!! Só assim para acabar com esta briga de 'trocentas' categorias lutando por benefícios individuais para si e para os seus!!! | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas