publicidade

Wall Street fecha sem direção: Dow Jones ganha 0,72% e Nasdaq cai 0,32%

Presidente do Fed contou que, no segundo quadrimestre, a economia tomou o caminho certo após o rigoroso inverno que ajudou a puxar as taxas de crescimento dos EUA para próximo de zero

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 07/05/2014 19:59

France Presse

Wall Street fechou nesta quarta-feira (7/5) sem direção, apesar do otimismo dos investidores com as declarações da presidente do Federal Reserve: Dow Jones subiu 0,72% e Nasdaq perdeu 0,32%.

O Dow Jones Industrial Average avançou 0,72% ou 117,52 pontos, a 16.518,54 unidades, enquanto o índice tecnológico Nasdaq retrocedeu 0,32% ou 13,09 pontos, a 4.067,67.

O índice ampliado Standard & Poor's 500 subiu 0,56% ou 10,49 pontos, a 1.878,21 unidades. "É um mercado de duas velocidades: por um lado (...) o Dow Jones e o SP 500 foram beneficiados pelas declarações de (Janet) Yellen", que se mostrou complacente; e "por outro, a parte do mercado mais orientada ao crescimento, o Nasdaq, sofreu" com seu diagnóstico sobre a economia, explicou Gregori Volokhin, da Meeschaert Financial Services.

Yellen afirmou nesta quarta que a economia americana está deixando o rigoroso inverno, mas alertou para os riscos da crise ucraniana e para uma desaceleração das intervenções do Estado na economia.

Leia mais notícias em Economia

A presidente do Fed contou que, no segundo quadrimestre, a economia tomou o caminho certo, no sentido de um "crescimento sólido", após o rigoroso inverno que ajudou a puxar as taxas de crescimento do país para próximo de zero.

Com a lenta recuperação imobiliária e com o desemprego ainda alto, a economia ainda precisa de um "alto grau" de apoio monetário, incluindo a manutenção dos fundos federais em níveis "muito baixos". Para Yellen, as condições do mercado melhoraram "sensivelmente", embora ainda estejam "longe do satisfatório", apesar da queda de 6,3% do índice de desemprego no mês passado.

Os papéis também foram afetados pelo nervosismo do mercado antes da entrada na Bolsa do gigante chinês de vendas on-line Alibaba, que iniciou os procedimentos na véspera. "Os investidores que comprarão Alibaba não são os que compram Chevron, mas sim os que têm papéis como os da Tesla" Motors, menos tradicionais, explicou um especialista.

Yahoo! foi prejudicada por uma estimativa de valorização da Alibaba, da qual possui parte do capital acionário, e perdeu mais de 6%. No mercado obrigatório, o rendimento dos bônus do Tesouro a 10 anos caiu ligeiramente a 2,590%, contra 2,595%. Os papéis a 30 anos fecharam a 3,403%, contra 3,381%.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade