publicidade

Balança do agronegócio tem superávit de US$ 8,1 bilhões em abril

Volume resulta de US$ 9,6 bilhões em vendas externas e US$ 1,4 bilhão em compras do Brasil no exterior

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 09/05/2014 17:06

Agência Brasil

A balança comercial do agronegócio encerrou abril com superávit (exportações maiores que importações) de US$ 8,1 bilhões. O volume resulta de US$ 9,6 bilhões em vendas externas e US$ 1,4 bilhão em compras do Brasil no exterior. No primeiro quadrimestre, a balança agropecuária acumula saldo positivo de US$ 24,1 bilhões. As exportações somam US$ 29,8 bilhões no acumulado do ano. Os números foram divulgados nesta sexta-feira (9/5) pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

As exportações do complexo soja (óleo, farelo e grão) lideraram em valor e volume embarcado, somando 9,7 milhões de toneladas, 13,8% mais do que em igual mês de 2013, e arrecadação de US$ 4,9 bilhões, 9,4% mais do que no ano passado. O valor da commodity registrou recuo de 3,8%, compensado pela quantidade vendida.

Leia mais notícias em Economia

O setor de carnes aparece em segundo lugar, com 541 mil toneladas embarcadas, 2,3% mais do que em abril de 2013, e receita de US$ 1,4 bilhão, 6% inferior ao do ano passado. O produto registrou recuo de 8,2% no preço médio entre abril de 2013 e igual período de 2014, o que explica a diminuição no ingresso financeiro apesar da alta no embarque.

A queda de preços nas commodities (produtos primários com cotação internacional) era um fenômeno previsto por especialistas para 2014. O minério de ferro e o petróleo, que não estão na pauta da balança agrícola, enfrentam movimento semelhante. Apesar disso, o saldo das exportações e importações de produtos agropecuários tem se mantido superavitário principalmente em função do volume vendido. A balança comercial brasileira acumula déficit de US$ 5,56 bilhões de janeiro a abril.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade