Economia
  • (1) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Aneel aumenta para R$ 4 bilhões segunda parcela a distribuidoras de energia O valor final do empréstimo, de R$ 11,2 bilhões, não será alterado

Agência Brasil

Publicação: 09/05/2014 18:56 Atualização:

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aumentou o valor da segunda parcela do empréstimo que será repassado pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) às concessionárias de distribuição. As empresas receberão R$ 4,04 bilhões até segunda-feira (12/5), em vez do valor inicialmente previsto de R$ 3,28 bilhões.

A retificação será publicada na próxima segunda-feira (12). Segundo a Aneel, a mudança ocorreu porque a CCEE fez aditivos nos contratos fechados com os bancos que farão os empréstimos para as distribuidoras. O valor final do empréstimo, de R$ 11,2 bilhões, não será alterado. A primeira parcela, de R$ 4,7 bilhões, foi liberada às distribuidoras no mês passado.

Leia mais notícias em Economia

O empréstimo servirá para que as distribuidoras cubram os os gastos extras com termelétricas e com a compra de energia no mercado livre, cujos preços dispararam após a escassez de chuvas no Centro-Sul do país no início do ano. O valor do empréstimo deverá ser repassado para as tarifas de energia dos consumidores. No entanto, segundo a Aneel, ainda não é possível estimar quanto a conta de luz vai subir em 2015.

A segunda parte do empréstimo, anunciada hoje, deverá cobrir os gastos de março com a exposição involuntária das distribuidoras no mercado de curto prazo e o custo com energia de termelétricas. Segundo o despacho, as distribuidoras que receberão os maiores valores são a Light, do Rio de Janeiro, com R$ 423 milhões, e a Cemig, de Minas Gerais, com R$ 410,3 milhões.

Antes da retificação dos valores, a Associação Brasileira de Distribuidores de Energia (Abradee) estudava pedir ao governo um aporte extra de R$ 7,2 bilhões para cobrir os gastos das empresas entre maio e dezembro. A entidade ainda estuda se será necessário alterar o pedido após o anúncio da Aneel.

Esta matéria tem: (1) comentários

Autor: dimas moreira
1) há uma promessa da sra. Dilma de que a conta com energia elétrica seria reduzida; 2) com o quadro atual, temos uma conta subindo; 3) os custos destes empréstimos cairão nas costas dos contribuintes e 4) pagaremos, por economizar, os prejuízos das operadoras (lembram do Fernando H Cardoso?). | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

PUBLICIDADE



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas