publicidade

Wall Street fecha em baixa: Dow Jones -0,61%, Nasdaq -0,72

Índice de preços ao produtor dos EUA, um indicador de inflação, subiu 0,6% em abril, bem acima da estimativa média de 0,2% de alta dos analistas

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 14/05/2014 19:25

France Presse

Nova York- Wall Street fechou em baixa nesta quarta-feira, após vários dias de fechamentos recordes. O Dow Jones Industrial Average caiu 101,47 pontos (0,61%), para 16.613,97. O S&P 500 caiu 8,92 (0,47%), para 1.888,53, enquanto o Nasdaq Composite Index registrou queda de 29,54 (0,72%), para 4.100,63.

A varejista Macy's e a Deere & Company, fabricante de equipamentos agrícolas tiveram lucros acima do esperado, embora as vendas de ambas tenham caído em comparação ao mesmo período do ano passado. As ações da Macy's permaneceram estáveis, enquanto as da Deere recuaram 2%.

O Yahoo comprou o aplicativo de mensagens Blink por uma quantia não revelada. O Blink compete com o Snapchat por deixar usuários enviarem mensagens que podem ser apagadas imediatamente após serem lidas. As ações do Yahoo caíram 0,7%.

Leia mais notícias em Economia

As ações do The New York Times Company caíram 4,5% com as notícias de que Jill Abramson, a diretora de redação do jornal, será substituída por Dean Baquet.

O índice de preços ao produtor dos EUA, um indicador de inflação, subiu 0,6% em abril, bem acima da estimativa média de 0,2% de alta dos analistas.

Os analistas, contudo, foram pegos de surpresa com a queda nos rendimentos dos títulos, com indicador de inflação mais elevado: os títulos a 10 anos do Tesouro americano caiu para 2,54%, de 2,62% na última terça-feira. O rendimento dos títulos a 30 anos caiu para 3,38% a partir de 3,45%. Os rendimentos dos títulos movimentam-se inversamente em relação aos preços.

A queda nos títulos "assustou um pouco o mercado de ações", disse Mace Blicksilver, diretor no Marblehead Asset Management.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade