publicidade

Governo pode adiar concessão para novos trechos de ferrovia, diz ANTF

Associação dos operadores defende mudanças nas licitações para atrair investidores

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 16/05/2014 08:22 / atualizado em 16/05/2014 17:33

Simone Kafruni

As dificuldades do governo para atrair investidores dispostos a assumir novos trechos de ferrovias oferecidos à iniciativa privada deverão adiar as próximas licitações para 2015. Na avaliação do presidente da Associação Nacional dos Transportadores Ferroviários (ANTF), Rodrigo Vilaça, a situação só mudaria mesmo com ajustes no atual modelo de concessão.

“Não acredito em nenhuma concessão ferroviária este ano, porque ainda existe a necessidade de estimular o investimento em projetos de longo prazo, que exigem aportes significativos”, afirmou Vilaça ontem, durante o balanço do setor, na Confederação Nacional dos Transportes (CNT).

O executivo aposta que as novas concessões do setor devem ficar para 2015 ou 2016. “Não está claro de que forma a Valec, estatal responsável pela construção, comprará a capacidade de carga nos trechos a serem concedidos. As oportunidades existem, mas as regras precisam estar mais bem definidas”, ressaltou.

Leia mais notícias em Economia

A ANTF divulgou ontem que a movimentação de cargas nas ferrovias brasileiras em 2013 cresceu 1,8%. Na comparação com 2012, o volume transportado por trilhos subiu de 481 milhões de toneladas para 490 milhões de toneladas.

A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui.

publicidade

Tags:

publicidade