publicidade

Policiais federais, civis e militares vão cruzar os braços nesta quarta

Sindicatos dos policiais quer pressionar o governo a conceder reajuste salarial este ano acima do percentual acordado em 2012

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 19/05/2014 19:32

Bárbara Nascimento


Os policiais federais, civis, rodoviários e militares continuam a queda de braço com o governo, que mantém a proposta de aumento de 15,8% à categoria, o mesmo oferecido em 2012 à maior parte dos servidores dos Três Poderes. O percentual deve ser discutido amanhã pelos sindicatos regionais. "Não descartamos a possibilidade de greve, achamos muito pouco provável que a categoria aceite os 15,8%. Os termos da proposta foram mais impostos do que negociados", afirmou o presidente da Federação Nacional dos Policiais Federal (Fenapef), Jones Leal.

Os servidores querem, conforme explica Leal, reestruturação salarial, além de reposição do efetivo. Ele não revelou, no entanto, qual seria o percentual ideal de reajuste para os policiais. "Não recebemos sequer reposição inflacionária nos últimos sete anos. O efetivo está defasado em 4 mil cargos", disse. No dia 24 de maio, haverá nova reunião dos sindicatos, em São Paulo. Os policiais devem pedir também anistia aos processos administrativos relativos à greve de 2012.
Tags:

publicidade