publicidade

Dívida pública federal tem queda e fecha abril em R$ 2,05 trilhões

O Tesouro Nacional considerou "expressivo" o número de papéis emitidos em abril: R$ 45 bilhões

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 27/05/2014 15:40 / atualizado em 27/05/2014 15:48

Bárbara Nascimento

A dívida pública federal, que envolve tudo o que país deve para credores nacionais e internacionais, caiu 1,35% e fechou abril em R$ 2,05 trilhões. Em maio, o estoque da dívida era de R$ 2,08 trilhões. O número de papéis nas mãos de estrangeiros cresceu a taxa recorde: 18,79% da dívida pública brasileira está nas mãos de investidores de fora do país.

A Dívida Pública Federal (DPF) é o total contraído pelo Tesouro Nacional para financiar o déficit orçamentário do Governo Federal. Os papéis emitidos em abril somaram R$ 45 bilhões, número considerado “expressivo” pelo Tesouro Nacional. O principal fator que influenciou a queda, conforme o Ministério da Fazenda, foi o resgate líquido (quando o governo retira os títulos de circulação) de R$ 47,6 bilhões. Por outro lado, os juros que o Tesouro teve que pagar para resgatar esses títulos totalizaram R$ 19,5 bilhões.

Leia mais notícias em Economia


Neste mês, o número de investimentos de origem externa – feitos em moeda estrangeira – teve elevação de 2,65% sobre o estoque do mês de março, totalizando R$ 92,9 bilhões. O estoque interno – da dívida contraída em real – foi reduzido em 1,53% e passou para R$ 1,959 trilhão.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade