publicidade

Mantega aposta na queda da inflação para a recuperação do consumo

O ministro explicou que quando cai a inflação, o poder aquisitivo é restabelecido, e portanto, a população pode decidir comprar mais e ativar o comércio

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 04/06/2014 13:09 / atualizado em 04/06/2014 15:26

Rosana Hessel

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, acredita que a recente desaceleração da inflação pode ajudar na retomada do crescimento da economia porque, com a recuperação do poder de compra do brasileiro, que deveria voltar a consumir mais. "A inflação está caindo, principalmente, a de alimentos. Em todos os indicadores há queda e a velocidade ocorre em maior escala do que os economistas estavam esperando. É claro que sempre tem um vilão, mas é um produto com sua realidade sazonal", afirmou ele, em entrevista coletiva nesta quarta-feira (4/6).

Evaristo Sá/AFP

"De modo geral a inflação está caindo no Brasil. Caiu em abril, caiu em maio, está caindo e vai continuar caindo em junho. Isso é muito importante para a economia brasileira e para a população brasileira", completou o ministro. "A queda da inflação é muito importante para criar condições para a expansão da demanda e do comércio. Quando cai a inflação, o poder aquisitivo é restabelecido, e portanto, a população pode decidir comprar mais e ativar o comércio. E é isso que espero nesse segundo trimestre do ano", emendou ele minimizando a desaceleração do Produto Interno Bruto (PIB) no primeiro trimestre do ano.

Leia mais notícias em Economia

"A economia tem uma sazonalidade. Nunca tem um trimestre igual ao outro e sempre tem um trimestre em que a economia cresce menos. E depois os outros a economia cresce mais. Tivemos um crescimento mais fraco no primeiro trimestre, porém, ao longo do ano, mas vamos reverter isso e ter um crescimento maior nos próximos trimestres", completou.

publicidade

publicidade