publicidade

Greve de técnicos da LAN e TAM em sete países pode prejudicar a Copa

Data da greve é mantida em segredo e será realizada antes do dia 15 deste mês

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 04/06/2014 16:44

France Presse

Técnicos de manutenção das companhias aéreas LAN e TAM ameaçam realizar uma greve de 48 horas em sete países da região, o que poderia causar atrasos e afetar voos poucos dias antes do início da Copa do Mundo no Brasil.

A greve, cuja data de início está sendo mantida em sigilo, será realizada antes do dia 15 deste mês, e seria respeitada pelos trabalhadores no Brasil, Paraguai, Chile, Argentina, Peru, Equador e Colômbia, disse à AFP Juan Carlos Talavera, do sindicato LATAM-Peru, que representa os trabalhadores das companhias aéreas LAN e TAM.

"Nos próximos dias nos aeroportos vamos informar os passageiros sobre esta medida para que tomem precauções", disse Talavera . "Se não houver uma manutenção técnica das aeronaves elas não poderão deixar os aeroportos", advertiu.

Leia mais notícias em Economia

LAN e TAM são as duas companhias aéreas que concentram a maior parte dos voos para o Brasil a partir dos países da região. O Aeroporto Internacional de Lima serve como um dos principais centros de distribuição de voos na América do Sul.

"Tomamos essa medida depois da quebra do acordo de reconciliação entre os sindicatos e a empresa", explicou Talavera, que indicou que os técnicos de manutenção vão exigir "uma reestruturação do seu salário após 10 anos sem ajustes, e uma reordenação de horas de trabalho à noite, já que os funcionários trabalham 12 horas, afetando sua saúde".

Talavera assegurou que não há disposição da empresa para cumprir a equidade básica de os funcionários dos sete países receberem um salário igual por trabalho igual.

No Peru, um mecânico recebe metade do salário pela mesma função de que um no Chile, segundo o representante.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade