publicidade

GM admite responsabilidade nos recalls e lança plano de indenização

A diretora executiva da General Motor disse não haver uma conspiração para ocultar o defeito da ignição

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 05/06/2014 11:39

France Presse

Nova York - A diretora executiva da General Motors, Mary Barra, afirmou nesta quinta-feira que a companhia assumirá a total responsabilidade pelos defeitos na ignição em seus veículos e indenizará as vítimas de acidentes vinculados a estas falhas.

Barra disse que não haver uma conspiração para ocultar o defeito da ignição, que impede a abertura dos airbags e que causou ao menos 13 mortes.

A GM enfrenta várias investigações por ter demorado a fazer o recall de 2,6 milhões de carros produzidos entre 2003 e 2011 com o defeito em questão.

Leia mais notícias em Economia

A GM já chegou a acordos com algumas das famílias das vítimas que apresentaram demandas. Os termos dos acordos são desconhecidos.

A montadora foi multada no dia 16 de maio em 35 milhões de dólares na justiça civil, um valor recorde para este tipo de caso.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade