publicidade

Balança comercial começa junho com superávit de US$ 726 milhões

O resultado ajudou a diminuir para US$ 4,12 bilhões o déficit da balança comercial no acumulado de 2014

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 09/06/2014 16:18

Agência Brasil

Beneficiada pelos embarques de commoditites (bens agrícolas e minerais com cotação internacional), a balança comercial iniciou junho com superávit. Na primeira semana do mês, as exportações superaram as importações em US$ 726 milhões, divulgou o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Na semana passada, o país vendeu US$ 5,32 bilhões para o exterior e comprou US$ 4,59 bilhões.

O resultado ajudou a diminuir para US$ 4,12 bilhões o déficit da balança comercial (diferença entre exportações e importações) no acumulado de 2014. A diferença é 19% menor do que o resultado negativo de US$ 5,09 bilhões registrado no mesmo período do ano passado.

Na primeira semana de junho, as exportações subiram 0,7% pela média diária em relação ao mesmo período de 2013. A alta foi impulsionada pelos produtos básicos, cujas vendas subiram 11,3% em relação ao mesmo período de 2013. Os destaques foram petróleo bruto, carne suína e bovina, algodão bruto, café em grão e farelo de soja.

O desempenho dos produtos agrícolas e minerais, no entanto, não se repetiu com os outros tipos de produtos. As exportações de semimanufaturados recuaram 4,9% e as de manufaturados caíram 12,9% na mesma comparação.

Leia mais notícias em Economia

As importações caíram 2,3% na primeira semana do mês em relação à primeira semana de junho de 2013, puxadas pelo recuo nas compras de adubos e fertilizantes (-33,6%), equipamentos mecânicos (-22,1%), veículos automóveis e partes (-16,3%) e aparelhos eletroeletrônicos (-15,3%).

No acumulado de 2014, o déficit da balança comercial diminuiu na comparação com o mesmo período de 2013. A melhoria no saldo, porém, deve-se ao fato de que as importações caíram mais do que as exportações. Até a primeira semana de junho, as vendas para o exterior somam US$ 95,38 bilhões, com queda de 2,4% pela média diária. As compras de fora somam US$ 99,51 bilhões, baixa de 3,2% também pela média diária.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade