[an error occurred while processing this directive] Banco Central lança aplicativo que orienta o câmbio de turista - Economia - Correio Braziliense
Economia
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Banco Central lança aplicativo que orienta o câmbio de turista Autarquia lança dois aplicativos para iPhones e tablets que ensinam brasileiros e estrangeiros a identificar notas falsas de reais. Ferramenta digital atualizada ajuda a encontrar os locais mais próximos para fazer a troca de moeda estrangeira

Deco Bancillon

Publicação: 12/06/2014 07:19 Atualização: 12/06/2014 08:18

O objetivo é evitar que estrangeiros sejam vítimas de falsificações (Aamir Qureshi/AFP)
O objetivo é evitar que estrangeiros sejam vítimas de falsificações


No que depender do Banco Central (BC), o turista que vier ao Brasil acompanhar os jogos da Copa do Mundo terá menos chances de cair numa armadilha ao trocar sua moeda de origem por reais. Lançado ontem, na véspera da abertura do Mundial, o aplicativo Dinheiro Brasileiro promete “facilitar o reconhecimento das cédulas do real”. O objetivo é evitar que estrangeiros sejam vítimas de falsificações, muito comuns em países como Argentina e Paraguai.

Leia mais notícias em Economia

 

A ferramenta é compatível com os sistemas operacionais iOS e Android, e pode ser baixado gratuitamente na App Store e no Google Play, respectivamente. A ideia era que o sistema estivesse disponível em português, inglês e espanhol. Mas, ontem, ao baixá-lo num iPhone, a reportagem não conseguiu trocar o idioma. Procurado, o BC informou que a alteração para inglês ou espanhol só é possível se o sistema operacional instalado no tablet ou no smartphone já estiver configurado para esses idiomas.

Outro problema é que o aplicativo não garante a autenticidade das cédulas. Tanto que, ao baixá-lo, uma mensagem avisa que o programa “apenas ajuda a identificar e conhecer os itens de segurança” das cédulas do real. Na verdade, tudo o que o aplicativo faz é mostrar os diversos elementos de segurança como a marca d’água, o número escondido e o alto-relevo nas notas. Estar atento a esses detalhes, dizem os especialistas, certamente ajudará o turista a não ser enganado. Ainda assim, a opção mais segura para trocar divisa estrangeira é mesmo diretamente numa casa de câmbio.

 

A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.