publicidade

Moradores optam por comprar imóvel em Orlando pelo melhor custo-benefício

Entre os mimos que moradores poderão desfrutar nas residências estão uma jacuzi, quadra de tênis e campo de futebol reservado apenas para moradores

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 15/06/2014 07:35 / atualizado em 15/06/2014 07:27

Deco Bancillon

AFP PHOTO / RED BULL / Dean TREML


Inicialmente à procura de um apartamento de dois quartos em Águas Claras, uma das cidades que mais crescem no Distrito Federal, a empresária Luciana Fernandes de Azevedo, 47 anos, e o marido, bancário, mudaram de ideia. Depois de viajar aos Estados Unidos, em janeiro deste ano, o casal percebeu que tinha dinheiro suficiente para comprar uma casa de quatro quartos em um condomínio de luxo em Orlando, na Flórida. Entre os mimos que eles poderão desfrutar na residência estão uma jacuzi, quadra de tênis e campo de futebol reservado apenas para moradores. O preço de todo esse requinte? R$ 400 mil, ou R$ 70 mil a menos do que o casal pagaria para arrematar um imóvel de apenas 70 metros no DF.

A ideia de comprar a casa nos EUA partiu de uma visita a amigos brasileiros, que são donos de uma propriedade no mesmo condomínio na Flórida. “Não tínhamos dinheiro para esbanjar. Então, decidimos comprar algo para ter uma renda com aluguel. Mas, como os preços no Brasil estão completamente fora da realidade, decidimos procurar um pouco mais”, conta Luciana. Durante a temporada em Orlando, eles perceberam que, além de conseguirem economizar na compra, seria possível lucrar mais com o imóvel nos EUA do que alugando o apartamento em Águas Claras.

A conta que fizeram foi a seguinte: um aluguel a R$ 1,3 mil por mês em Brasília renderia, ao fim de um ano, R$ 15,6 mil ao casal. Já o imóvel em Orlando, se alugado por temporada, geraria receita estimada de R$ 75 mil em apenas 32 semanas. Além de faturarem três vezes mais em praticamente metade do tempo, Luciana e o marido também esperam economizar com tributos.

A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui.

publicidade

Tags:
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade