publicidade

China e Reino Unido usam moedas locais durante troca comercial

A libra esterlina e o yuan serão diretamente trocados a partir de 19 de junho

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 18/06/2014 15:32

France Presse

China e Reino Unido anunciaram nesta quarta-feira (18/6) que utilizarão suas moedas locais como meio de pagamento para as trocas comerciais entre os dois países, em mais um passo no sentido de internacionalizar o yuan, moeda chinesa.

A libra esterlina e o yuan serão diretamente trocados a partir de 19 de junho, sem a necessidade de usar o dólar como moeda intermediária, informou o governo chinês em comunicado nesta quarta-feira.

A China já comercializa com moeda local com os Estados Unidos, e mais recentemente com Japão, Austrália, Nova Zelândia, Canadá, Rússia e Malásia.

Leia mais notícias em Economia

A mudança permitirá "promover o comércio bilateral e o investimento entre China e Reino Unido, facilitando o uso do yuan e da libra esterlina no comércio e nos investimentos", indicou o governo chinês em comunicado.

O Banco Popular da China(PBoC), banco central do país, declarou que este é "um passo importante de China e Reino Unido no sentido de desenvolverem a relação econômica bilateral".

O anúncio foi feito durante a visita oficial do primeiro-ministro chinês, Li Keqiang, a Londres, onde já foram assinados acordos bilaterais que somam mais de 14 bilhões de libras (28 bilhões de dólares, 17 bilhões de euros).

O ministro da Fazenda do Reino Unido, George Osborne, afirmou: "Eu acredito na emergência da moeda chinesa como uma das principais divisas do mundo na próxima grande mudança financeira global".

O Reino Unido vem tentando fazer de Londres um centro europeu das negociações em yuan -- em competição com Paris --, e o PBoC anunciou quarta-feira que uma filial do Banco de Construção da China, segundo maior banco do país, foi escolhido para fazer as compensações em yuan na capital britânica com sua autorização.

A China tem se esforçado para promover o uso internacional do yuan e tem adotado medidas de flexibilização das taxas de juros, embora a plena convertibilidade da moeda pareça distante.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade