publicidade

Atividade portuária na América Latina cresce 1,7% em 2013

O porto com maior crescimento em 2013 na região foi o de Caldera, na Costa Rica, seguido de Coronel, no sul do Chile e Itapoá, em Santa Catarina

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 25/06/2014 19:59

France Presse

As movimentações de carga nos portos da América Latina e do Caribe cresceram 1,7% em 2013, percentual que indica que o comércio exterior da região continua em processo de desaceleração, segundo dados divulgados nesta quarta-feira pela Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal).

Em 2010 e 2011 a expansão da atividade portuária foi de 14% ao ano e em 2012 de 5,9%.

A retração na atividade em relação aos anos anteriores se concentrou sobretudo em portos de cinco países do Caribe: Colômbia, com queda anual de 6,9%, Jamaica (-8,2%), Venezuela (-8,2%), Panamá (-4,1%) e República Dominicana (-21,7%).

Leia mais notícias em Economia

Por outro lado, os terminais de cinco países da América do Sul e de um da América Central mantiveram seu nível de crescimento: Argentina, com uma alta de 9,8% em comparação a 2012, Brasil (6,2%), Uruguai (9,7%), Chile (6%), Equador (3,9%) e Costa Rica (37,5%).

O porto com maior crescimento em 2013 na região foi o de Caldera, na Costa Rica, com um avanço de 246%, seguido de Coronel, no sul do Chile (135%), e Itapoá (72,1%), em Santa Catarina.

As maiores quedas foram nos portos de Puerto Plata (-83,2%) e Santo Domingo, na República Dominicana (-58,5%), e de São Francisco do Sul (-37,2%), também em Santa Catarina.

Segundo os dados da Cepal, em 2013 as operações de movimento de contêineres na região chegaram aos 46,6 milhões de TEUs (unidades de medição padrão, equivalentes a contêineres de 6,25 metros).

O ranking de movimentação de contêineres elaborado pela Cepal registra a atividade de 80 terminais da região.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade