Economia
  • (1) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Hotéis e empresas aéreas fazem promoções durante a Copa do Mundo Para recuperar a clientela, a oferta e pacotes de viagem podem sair até 40% mais baratos que no mesmo período de 2013

Agência Brasil

Publicação: 03/07/2014 08:33 Atualização:

 (Agência Brasil)


Quem pensa em viajar durante as férias de julho e não se programou com antecedência pode ter uma boa surpresa ao pesquisar os preços de pacotes turísticos e passagens. Como as vendas ficaram abaixo do que muitos empresários esperavam para o período de Copa do Mundo, agências de viagens, hotéis e empresas aéreas tentam atrair os viajantes de última hora com promoções.

Segundo a Associação Brasileira das Operadoras de Turismo (Braztoa), cujos associados respondem por 90% dos pacotes turísticos comercializados no país, a coincidência entre a realização do Mundial e as férias teve um “efeito colateral”, esvaziando alguns destinos turísticos tradicionais. Para recuperar a clientela, algumas dessas localidades estão oferecendo pacotes de viagem até 40% mais baratos que no mesmo período de 2013.

Leia mais notícias em Brasil

De acordo com o presidente da Braztoa, Marco Ferraz, além da comodidade, fatores como os altos preços cobrados meses antes do início da Copa e o medo de problemas e transtornos desestimularam muitos brasileiros a viajar, levando-os, em um primeiro momento, a optar por ficar em casa durante as férias de julho.

“Esperávamos que o turismo estaria em alta devido à Copa. Por isso, inicialmente, os preços de alguns serviços subiram bem acima da média. Os preços altos afastaram algumas pessoas que queriam viajar. O clima de pessimismo que antecedeu o evento, com as pessoas temendo problemas nos aeroportos e transtornos nas ruas, também desestimulou muita gente que preferiu ficar em casa”, lembrou Ferraz. “Com voos e vagas em hotéis e os negócios bem ruins, as companhias aéreas e hotéis passaram a conceder descontos e isso permitiu às operadoras e agências montarem pacotes mais baratos”, disse ele, acrescentando que o setor acredita que o investimento público na Copa do Mundo se traduzirá, no futuro, em um crescimento do número de estrangeiros que visitam o país. "Estamos pensando positivamente, levando em conta a visibilidade que o Brasil está obtendo. Historicamente, em países que sediam a Copa, o número de turistas cresce em média 10% nos anos seguintes".

Esta matéria tem: (1) comentários

Autor: Wanderglaydson Jackson
Não basta fazer promoções e entupir o vôo de gente. Precisa tem o serviço de qualidade. A Gol, por exemplo, danificou uma mala minha e tive de recorrer ao Procon para resolver o problema. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

PUBLICIDADE



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas