Economia
  • (2) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Planos de saúde individuais terão reajuste de 9,65%, o maior desde 2005 Aumento autorizado pela ANS para convênios médicos individuais supera a inflação, que, no acumulado dos 12 meses terminados em maio, atingiu 6,32%.

Bárbara Nascimento

Publicação: 04/07/2014 06:03 Atualização:

Os planos de saúde individuais terão aumento de até 9,65% neste ano, o maior percentual desde 2005. O índice máximo de reajuste foi estipulado ontem pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) e deve abranger 8,8 milhões de consumidores, o equivalente a 17,4% do total de beneficiários. O percentual, no entanto, desagrada a ambos os lados: os órgãos de defesa do consumidor consideram o reajuste, historicamente acima da inflação, abusivo; já as operadoras acreditam que o valor não cobre todos os custos agregados de consultas, de procedimentos, de internações e de exames.

O aumento na mensalidade só poderá ocorrer no aniversário do contrato (veja quadro). Nos casos em que isso ocorreu antes de julho, o reajuste poderá ser retroativo, mas somente se a defasagem entre a aplicação e a data de aniversário for de, no máximo, quatro meses. O órgão regulador alerta, contudo, que a operadora não é obrigada a praticar esse reajuste. O percentual funciona apenas como limite, ficando a empresa livre de estipular um aumento menor do que este ou até manter os preços iguais ao ano passado.

Leia mais notícias em Economia

Caso os consumidores observem que o plano corrigiu as mensalidades acima do máximo permitido pela ANS, deve procurar um dos postos do órgão regulador ou um órgão de defesa do consumidor. O percentual estipulado pela agência, contudo, diz respeito apenas ao reajuste anual. O convênio pode, além desse aumento, acumular a correção por faixa etária caso o beneficiário tenha atingido a idade limite para isso. Há ainda um outro tipo de reajuste, mais polêmico e contestado várias vezes na Justiça, por sinistralidade, ou seja, caso as despesas com procedimentos e consultas estejam muito altas ou o a utilização dos serviços tenha aumentado muito, podem ser divididas entre os beneficiários.

A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui.

Esta matéria tem: (2) comentários

Autor: maria eymard
E CORRIJAM O BOLETO CONFORME O JÁ DETERMINADO PELO JUIZ? Chegou esse mes outro aumento depois de já terem passado dos 300%.Acho que estão discriminando demais o idoso,comercializam nossa dor que a idade traz,dificultam nosso atendimento e aumentam como querem.É um terrível desrespeito com o cidadâo. | Denuncie |

Autor: maria eymard
PORQUE O MEU SUBIU MAIS QUE 300%? PORQUE NÃO DEVOLVEM O QUE PAGUEI A MAIS? PORQUE RETIROU DO MEU PRODUTO ATENDIMENTO DE EMERGÊNCIA NO HOSPITAL DE MINHA PREFERÊNCIA O ANCHIETA? PORQUE SÓ PELA MUDANÇA DE FAIXA ETÁRIA TIVE QUATRO AUMENTOS EM UM MÊS? PORQUE NÃO CORRIGE MEU BOLETO COMO COM OS 9,37% E... . | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas