publicidade

Custo da construção civil tem queda de 0,59% em junho, mostra IBGE

Os custos passaram a acumular no primeiro semestre do ano alta de 3,68%, contra 4,1% de igual período de 2013

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 08/07/2014 13:14

Agência Brasil

O Índice Nacional da Construção Civil caiu 0,59% em junho, recuando 0,47 ponto percentual em relação aos 1,06% da alta do mês de maio. Divulgado nesta terça-feira (8/7), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), os custos da construção passaram a acumular no primeiro semestre do ano alta de 3,68%, contra 4,1% de igual período de 2013.

O IBGE esclarece que, esses resultados acumulados, levam em conta a desoneração da folha de pagamento de empresas do setor da construção civil prevista na Lei 12.844, sancionada em 19 de julho de 2013. Em junho de 2013, mês em que não houve a aplicação da desoneração da folha de pagamento das empresas da construção civil, que teve efeitos vigentes de primeiro de abril a 03 de junho de 2013 - retornando em 19 de julho de 2013 - o índice havia subido 7,8%.

A taxa acumulada nos últimos doze meses ficou em 0,11%, mas sem considerar a desoneração da folha de pagamento, o acumulado no ano situou-se em 3,71% e a dos últimos doze meses, em 7,05%. Com o resultado de junho, o custo nacional da construção, por metro quadrado, que em maio fechara em R$ 886,51, em junho passou para R$ 891,73, sendo R$ 489,58 relativos aos materiais e R$ 402,15 à mão de obra.

Leia mais notícias em Economia

A parcela dos materiais variou 0,36%, subindo 0,29 pontos percentuais em relação ao mês anterior (0,07%), e a mão de obra registrou variação de 0,87%, caindo 1,43 pontos percentuais em relação a maio (2,30%). No acumulado dos seis primeiros meses do ano os materiais subiram 3,27% e a mão de obra 4,18%, enquanto na taxa anualizada (acumulado dos últimos doze meses, os materiais subiram 6,22% e os custos da mão de obra fecharam com inflação negativa de 6,45%.

A Região Sul apresenta maior variação em junho (0,92%), influenciada pela alta de 2,99% no custo da construção civil em Santa Catarina; seguido da Norte (0,36%), da Nordeste (0,23%), Sudeste (0,75%) e Centro-Oeste, com 0,83%. O Índice Nacional da Construção Civil é calculados mensalmente pelo IBGE através de parceria com a Caixa Econômica Federal, a partir do Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade