publicidade

Secretário minimiza resultado do IPCA, que superou meta de inflação

Holland destacou que a meta de inflação é para o ano-calendário, encerrado em dezembro

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 08/07/2014 14:21

O secretário de Política Econômica do Ministério da Fazenda, Márcio Holland, minimizou o resultado do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que, em 12 meses, ultrapassou o limite da meta superior da inflação (6,5%) e ficou em 6,52% em junho. Em comparação com o mês de maio, o índice ficou em 0,4% , desacelerando em relação aos 0,46% de maio.

“A Inflação vem caindo desde março. São três meses consecutivos de baixa, agora, com deflação (-0,11%) no grupo de alimentação e de bebidas. Nos seis primeiros meses de 2013, esse grupo teve alta de 6% e, neste ano, de 5%, sendo que os produtos in natura haviam oscilado 30% e agora 11%”, disse nesta terça-feira (8/) o secretário. Holland destacou que a meta de inflação é para o ano-calendário, encerrado em dezembro.

Leia mais notícias em Economia

Segundo o secretário, a variação de índices deve-se a acontecimentos sazonais, como antecipação de férias, quando despesas pessoais oscilam mais. Ele ressaltou, porém, que tais fatores tendem a se dissipar nos meses seguintes. “Há fatores climáticos, como a seca, que também afetam os preços. Os bens duráveis e semiduráveis estão mais acomodados.” Para julho, Holland estima índice mensal ainda mais baixo. Para ele, isso acontecerá também no atacad,o onde as taxas vêm caindo. E “devem cair mais”, acrescentou.

Holland disse que o importante é que a inflação está sendo mantida sob controle e vai fechar a meta, que é 4,5% para este ano, podendo variar 2 pontos percentuais para cima ou para baixo.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade