publicidade

Para ampliar participação no Brasil, Amazon passa a vender livros impressos

Especializada em vendas de e-Books, a Amazon.com.br começa a vender, nesta quinta-feira, 150 mil títulos em português de livros físicos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 21/08/2014 00:01 / atualizado em 21/08/2014 00:09

Simone Kafruni

Reconhecida mundialmente pela venda de livros digitais, a Amazon inaugura, nesta quinta-feira (21/08), uma loja de livros impressos com mais de 150 mil títulos em português. No mesmo endereço virtual em que adquire e-books, Amazon.com.br, o consumidor pode encomendar livros tradicionais e, logo após a compra, tem a opção de começar a ler a versão digital, via computador, tablet ou e-reader, enquanto espera pela entrega da publicação em casa.

O diretor da empresa no Brasil, Alex Szapiro, afirmou que, desde que implantou a loja virtual no país, há dois anos, a Amazon aumentou o número de títulos em português disponíveis na versão digital de 13 mil para 35 mil. Agora, o montante será ampliado em mais de quatro vezes com a entrada em operações das vendas de livros físicos. “O catálogo não contempla apenas os mais vendidos. Há muito acervo. São 150 mil títulos, dos quais 13 mil têm a funcionalidade ‘leia enquanto enviamos’. Numa promoção inicial, para cada pedido acima de R$ 69, o frete é grátis para todo o Brasil”, explicou.

Szapiro destacou que, em países como Reino Unido, Alemanha e Estados Unidos, a participação de livros digitais é de 30% e de impressos, 70%. No Brasil, as vendas de e-books correspondem a apenas 5% do total. “Agora, a Amazon deixa a opção do formato para o consumidor. E leva para as compras de impressos a mesma inteligência que mantém em âmbito digital. Isto é, sugerir livros do gosto do cliente baseado no seu histórico de compras e de buscas”, disse.

publicidade

Tags:
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade