publicidade

Com recuo de 3,1% em agosto, confiança de serviços cai pela oitava vez

De julho para agosto, o índice teve queda de 3,1%

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 28/08/2014 10:57

Agência Brasil

O Índice de Confiança de Serviços, da Fundação Getulio Vargas (FGV), teve queda de 3,1% na passagem de julho para agosto. Essa é a oitava queda consecutiva do indicador, que mede o otimismo dos empresários do setor de serviços em relação ao momento presente e ao futuro.

O índice atingiu 104 pontos em agosto, o menor desde abril de 2009 (103,4 pontos). A queda foi puxada pelo maior pessimismo dos empresários em relação aos próximos meses, medidas pelo Subíndice de Expectativas, que caiu 5,7%.

O principal motivo para a queda foram as expectativas em relação à demanda, que recuaram 6,3% ante o mês anterior. A parcela de empresas que esperam aumento da demanda nos três meses seguintes diminuiu de 37,4% para 31,9% entre julho e agosto, enquanto o percentual de empresas que esperam diminuição passou de 9,7% para 12,3%, no mesmo período.

Leia mais notícias em Economia

O Subíndice da Situação Atual, que mede a confiança do empresário em relação ao momento presente, subiu 0,8%. O quesito que mais influenciou o indicador foi o volume de demanda atual, que cresceu 5,6%.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade