publicidade

UE multa Samsung, Philips e Infineon por acordo de preços de chips

As três empresas foram consideradas culpadas de contatos bilaterais entre setembro de 2003 e 2005 para combinar as respostas aos clientes que exigiam uma redução de preço

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 03/09/2014 07:41

France Presse

A Comissão Europeia anunciou nesta quarta-feira (3/9) uma multa de 138 milhões de euros a três fabricantes de chips para cartões usados em telefones celulares, bancos ou passaportes, em consequência de um cartel de preços entre 2003 e 2005.

A maior multa foi recebida pela alemã Infineon (82,8 milhões), enquanto a sul-coreana Samsung terá que pagar 35,1 milhões de euros e a holandesa Philips 20,1 milhões.

As três empresas foram consideradas culpadas de contatos bilaterais entre setembro de 2003 e 2005 para combinar as respostas aos clientes que exigiam uma redução de preços. As práticas são contrárias às regras da UE que proíbem acordos sobre preços.

Um quarto participante no cartel, Renesas, que na época era uma empresa conjunta das japonesas Hitachi e Mitsubishi, se beneficiou por ter revelado à Comissão a existência do acordo, o que permitiu evitar uma multa de 51 milhões de euros.

Leia mais notícias em Economia


A Samsung recebeu uma redução de 30% no valor da multa por ter cooperado na investigação. "Na era digital, quase todo o mundo utiliza chips para cartões, no telefone celular, no cartão do banco ou no passaporte", afirmou o comissário europeu da Concorrência, Joaquín Almunia. "Se as empresas decidem combinar preços em detrimento dos clientes e dos consumidores finais, ficam expostas a sanções", completou.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade