SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Cingapura multa três bancos em investigação de fundo estatal da Malásia

Após décadas com prioridade para a manutenção da confidencialidade no setor bancário, Cingapura tem atuado contra bancos que antes cortejara para expandir seu setor bancário

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 11/10/2016 10:28

Agência Estado

O Banco Central de Cingapura afirmou nesta terça-feira (10/11) que retirará a licença de um banco privado suíço que opera na cidade-Estado e também multas contra dois grandes bancos. Trata-se da mais recente das ações coordenadas de reguladores globais para atuar contra os fluxos de fundos relacionados à suposta corrupção no fundo estatal malaio 1Malaysia Development Bhd., ou 1MDB.

A Autoridade Monetária de Cingapura disse que multaria o DBS Bank e o braço de Cingapura do UBS Group em 1 milhão de dólares de Cingapura (US$ 726.126) e 1,3 milhão de dólares de Cingapura, respectivamente, por falhas em controles para evitar a lavagem de dinheiro relacionadas à maneira como lidaram com o fluxos de fundos do 1MDB. O BC também disse que retirará a licença bancária do braço em Cingapura do Falcon Private Bank pelo que qualificou como "persistente e grave falta de compreensão" de suas regulações, além de multar essa instituição em 4,3 milhões de dólares de Cingapura.

Leia mais notícias em Economia

Após décadas com prioridade para a manutenção da confidencialidade no setor bancário, Cingapura tem atuado contra bancos que antes cortejara para expandir seu setor bancário.

Autoridades em pelo menos quatro países, entre elas a Suíça e os EUA, investigam o fundo malaio 1MDB, fundado em 2009 pelo primeiro-ministro da Malásia, Najib Razak. Reguladores suíços disseram acreditar que o fundo tenha se apropriado ilegalmente de até US$ 6 bilhões.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade