SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

AT&T anuncia acordo para comprar a Time Warner por US$ 108,7 bilhões

A aquisição deve ser analisada pelas autoridades reguladoras, já que a nova entidade terá um peso de mais de US$ 300 bilhões na Bolsa

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 23/10/2016 11:12

France Presse

A AT&T anunciou no sábado um acordo que chega a US$ 108,7 bilhões para a compra da Time Warner, o que criará um grupo de mídia e tecnologia com controle sobre um vasto número de empresas de comunicação e de entretenimento, assim como os recursos para sua difusão. O acordo avalia a Time Warner - junto com HBO, CNN e os estúdios Warner Bros - em US$ 84,5 bilhões. Além disso, prevê que a AT&T absorva a dívida do grupo.

A operação alcança "a perfeita combinação de duas companhias com capacidades complementares, que podem oferecer uma nova visão sobre como os meios e a indústria das comunicações trabalham para os clientes, criadores de conteúdos, distribuidores e publicidade", disse o presidente-executivo da AT&T, Randall Stephenson.

A aquisição deve ser analisada pelas autoridades reguladoras, já que a nova entidade terá um peso de mais de US$ 300 bilhões na Bolsa, com atividades tanto na área de telefonia quanto de mídia, televisão por assinatura e internet.

A AT&T, que oferece acesso a canais por assinatura e é uma das grandes operadoras de telecomunicações dos Estados Unidos, foi avaliada em US$ 230,6 bilhões em Wall Street na noite de sexta-feira, enquanto a Time Warner foi avaliada em 69,6 bilhões de dólares. Essa é uma das maiores fusões entre um provedor de acesso aos canais de televisão por assinatura e um provedor de conteúdo desde a compra, em 2011, da NBCUniversal pela Comcast.

"The Sopranos" e "Game of Thrones"

A operação completa a mudança estratégia para a área de vídeos adotada nos últimos anos pela AT&T. Uma das operações mais "transformadoras" para a operadora de telecomunicações foi a compra, por quase 50 bilhões de dólares (sem a dívida) da DirecTV, concluída ano passado, que fez do grupo um dos principais personagens do mercado americano da televisão paga.

Com a Time Warner, proprietária dos estúdios Warner Bros e dos canais HBO e CNN, a AT&T controlará um importante catálogo de conteúdoes em áreas como o esporte, o cinema ("Esquadrão Suicida", "Animais Fantásticos e Onde Habitam", entre outros) e séries de TV ("Games of Thrones", "The Wire", "Sex in the City" "The Sopranos".

 

Leia mais notícias em Economia

 

Vários analistas, no entanto, apontam que a fusão pode enfrentar a resistência das agências reguladoras americanas. "Pensamos que uma longa análise antitruste pode fazer com que as duas partes reflitam", afirma o Credit Suisse, que recorda a profunda análise a que foi submetida a união entre Comcast e NBCUniversal.

Há dois anos, a Time Warner rejeitou uma oferta de mais de US$ 75 bilhões da 21st Century Fox, sua rival controlado pela família Murdoch, por considerar o preço insuficiente. A Time Warner já passou por uma tentativa, sem sucesso, de fusão com o grupo de internet AOL, em 2000. O interesse da AT&T pela Time Warner demonstra "o valor dos meios de comunicação para diversos distribuidores", destaca a RBC Capital Markets.

A Time Warner representa uma fatia muito atrativa do mercado, com o elevado valor dos conteúdos que possui e também pela estrutura relativamente simples de seu capital, por ter apenas um tipo de ação. Em outros grandes grupos, um acionista majoritário controla a empresa, como a família Murdoch na 21st Century Fox e os Redstone na Viacom e CBS.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade