SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

ANP estima 2,2 bi de barris in situ para leiloar na área de Carcará

A extensão de Carcará faz parte do grupo de áreas unitizáveis - extensão de blocos em concessão - que vão ser oferecidas à iniciativa privada e à Petrobras em leilão no ano que vem

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 25/10/2016 17:49

Agência Estado


A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) estima que a maior área a ser leiloada no pré-sal em 2017, a extensão do campo de Carcará, tenha 2,2 bilhões de barris in situ, mesmo volume presente no reservatório original, o de Carcará. Mas nem todo ele pode ser extraído.

Considerando que 30% podem ser recuperados, a capacidade real da área é estimada em 600 milhões de barris. Esse já é o tamanho de um supercampo, segundo a superintendente de Definição de Blocos da agência, Eliane Peterson.

Leia mais notícias em Economia


A extensão de Carcará faz parte do grupo de áreas unitizáveis - extensão de blocos em concessão - que vão ser oferecidas à iniciativa privada e à Petrobras em leilão no ano que vem. Além dela, serão oferecidas as extensões de Gato do Mato e Tartaruga Verde, na Bacia de Campos, e de Sapinhoá e Carcará, na Bacia de Santos.

Eliane disse que a ANP estimou o volume de petróleo presente nas quatro áreas que vão ser leiloadas, mas preferiu não divulgar o tamanho das demais. Ela participou nesta terça-feira, 25, da feira Rio Oil & Gas, no Riocentro.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade