SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

BC amplia horário de operação de câmbio para 23h para facilitar repatriação

Mudança vale entre 26 e 31 de outubro; objetivo é "facilitar a contratação e liquidação das operações de câmbio até a data limite de adesão ao Regime Especial de Regularização Cambial e Tributária"

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 26/10/2016 19:27

Agência Estado

O Banco Central decidiu ampliar o horário de encerramento do registro, pelos bancos, das operações de câmbio de 19 horas para 23 horas. A mudança vale entre os dias 26 e 31 de outubro (de hoje a segunda-feira). De acordo com o BC, essa alteração provisória busca "facilitar a contratação e liquidação das operações de câmbio até a data limite de adesão ao Regime Especial de Regularização Cambial e Tributária (RECT)". 

Este regime - mais conhecido como "Lei de Repatriação" - permite que empresas e pessoas físicas regularizem recursos não declarados que, atualmente, estão no exterior. O prazo para esta regularização vai até o dia 31 de outubro. Para aderir ao regime, no entanto, os contribuintes precisam pagar à Receita Federal multa e Imposto de Renda sobre os recursos. Este pagamento é feito no Brasil e em reais. 
 
 
Como muitos contribuintes pretendem utilizar, para o pagamento, o próprio dinheiro que está no exterior, o BC já havia alertado nesta quarta-feira (26/10), por meio de nota, que era preciso observar os trâmites da operação e os próprios prazos para liquidação do contrato de câmbio (internalização de dólares e troca por reais), para que o prazo fosse cumprido. 

Na prática, não basta mostrar a intenção de aderir ao programa: é preciso cumprir o prazo, até o dia 31, e pegar a multa e o imposto. Com a ampliação do horário de encerramento para registro das operações de câmbio, o BC busca facilitar o processo entre os contribuintes que utilizarão recursos que estão em outros países.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade