SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Montadoras têm 7,7 mil trabalhadores em jornada de trabalha restrita

Pelo balanço atualizado nesta segunda pela associação das montadoras, 2,4 mil empregados seguem em "lay-off", a solução pela qual grupos de operários ficam longe da produção por até cinco meses

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 07/11/2016 14:01


A Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), entidade que representa as montadoras instaladas no País, informou nesta segunda-feira, 7, que o setor mantém cerca de 7,7 mil empregados em jornada de trabalho restrita. O número já foi maior, conforme destacou o presidente da entidade, Antonio Megale.

Leia mais notícias em Economia


No fim de agosto, as montadoras tinham 22,3 mil funcionários com contratos suspensos - no chamado "lay-off" - ou trabalhando em esquemas de jornada curta por conta da adesão ao Programa de Proteção ao Emprego (PPE). As duas ferramentas são adotadas pelas empresas para evitar demissões enquanto o setor tenta sair de uma das piores crises de sua história.

Pelo balanço atualizado nesta segunda pela associação das montadoras, 2,4 mil empregados seguem em "lay-off", a solução pela qual grupos de operários ficam longe da produção por até cinco meses. Outros 5,3 mil estão trabalhando menos horas por semana devido ao PPE.

Por Agência Estado

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade