SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Inflação oficial acumula 7,87% em 12 meses, diz IBGE

Os dados foram divulgados hoje pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 09/11/2016 09:38 / atualizado em 09/11/2016 09:43

EBC


A inflação continua dando trégua. Em outubro, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) subiu 0,26%, segundo divulgou nesta quarta-feira (9/11) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Apesar do resultado ter sido maior em relação a setembro, que registrou crescimento de 0,08%, o resultado foi o menor para o mês desde 2000. Com o resultado, o custo de vida em 12 meses cravou em 7,87%. É a primeira vez que a carestia fica abaixo de 8% nessa base de comparação desde fevereiro de 2015.

Para analistas, o desempenho atesta as projeções do mercado de que a inflação fechará o ano abaixo de 7%. A última mediana das expectativas de analistas consultados pelo Banco Central (BC) prevê que a carestia ficará em 6,88%. Em outubro, o desempenho da inflação só não foi melhor devido aos custos com transportes, que subiram, em média, 0,75%. Em setembro, essa classe de despesas havia registrado uma queda média de 0,10%.

Leia mais notícias em Economia

A explicação para alta nos gastos com transportes foi justificada pelo IBGE às despesas com etanol, que subiram, em média, 6,09%. Esse movimento puxou o crescimento dos custos com gasolina, que avançaram 1,22%, uma vez que o combustível é composto de 27% de álcool. Esse grupo de gastos também foi pressionado pelos desembolsos com passagem aérea, que cresceram 10,06%.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.