SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Black Friday deve antecipar venda de Natal; presentes ficarão mais baratos

Em 2015, negócios cresceram 1,8% em novembro

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 19/11/2016 08:00

Rodolfo Costa

Carlos Moura/CB/D.A Press


O Black Friday, data em que o comércio oferece produtos com descontos aos consumidores, salvará o varejo mais uma vez em novembro. Com o atrativo das ofertas, os lojistas esperam que as famílias voltem a antecipar o grosso das compras de Natal este mês, em um movimento semelhante ao que ocorreu no ano passado.

Em novembro de 2015, as vendas subiram 1,8% em relação a outubro, tendo registrado o melhor resultado no ano nessa base de comparação, segundo divulgou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em 2016, não será diferente, na opinião do economista João Morais, da Tendências Consultoria, que prevê crescimento nos negócios entre 1% e 1,5% este mês.

Apesar da retração na demanda em decorrência da queda nos rendimentos, da alta do desemprego e do crédito mais caro e restrito, Morais sustenta que as vendas devem subir em novembro devido às condições favoráveis de preços oferecidos na data. “O evento tende a descongelar um pouco as decisões de consumo das famílias”, disse.

Mantida a expectativa da Tendências, o comércio pode registrar o melhor resultado no ano. No entanto, o desempenho no mês não salvará as vendas no quarto trimestre e, muito menos, impedirá que o setor registre o pior ano em, pelo menos, mais de uma década, pondera o economista sênior da Confederação Nacional do Comércio (CNC), Fábio Bentes.

Ele prevê que as vendas recuarão 4,5% no último trimestre em relação ao mesmo período de 2015, o que levará o setor a registrar um tombo de 6%. Como outubro não foi um mês de crescimento e o Black Friday apenas provocará uma antecipação das compras de Natal, se mantido o mesmo cenário observado no ano passado, as vendas devem voltar a cair em dezembro, avalia Bentes.

 

A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui 

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade