Mercado segue projetando inflação de 4,25% em 2019, indica Focus

No comunicado e na ata do último encontro do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central, o colegiado citou que, no Focus, a projeção de inflação encontra-se "em torno de 4,25% para 2019 e horizontes mais distantes

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 19/06/2017 10:59

A abertura dos dados do Relatório de Mercado Focus, divulgado nesta segunda-feira (19/6) mostra que as instituições financeiras seguiram projetando uma inflação de 4,25% em 2019. Este porcentual é projetado desde o início de abril deste ano, sem alterações. 

No comunicado e na ata do último encontro do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central, o colegiado citou que, no Focus, a projeção de inflação encontra-se "em torno de 4,25% para 2019 e horizontes mais distantes". 

No comunicado do encontro anterior do Copom, de abril, o colegiado havia destacado que "para 2019 e horizontes mais distantes, (as expectativas) encontram-se ligeiramente abaixo de 4,5%". 

Esta citação da projeção de 4,25% para a inflação em 2019 nos documentos mais recentes surge em um momento em que o Conselho Monetário Nacional (CMN) está perto de definir a meta para o IPCA em 2019. Essa decisão será tomada no encontro do CMN de 29 de junho. 

No mercado, a avaliação é de que o conselho tende a estabelecer uma meta mais baixa para 2019, de 4,25%, ante a meta de 4,5% de 2017 e 2018. Isso porque a inflação para 2019 já está ancorada em 4,25% e, na prática, o estabelecimento desta meta não traria nenhum custo adicional ao BC. 

Em entrevista exclusiva ao Broadcast, serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado, publicada na última sexta-feira (16), o presidente do BC, Ilan Goldfajn, evitou responder se seria "racional" manter uma meta de 4,5% em 2019 - e não de 4,25%, como apontam as projeções. "Se eu respondesse a sua pergunta, estaria respondendo sobre a meta", disse.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.