Senador confirma que negociação trata de trabalho insalubre de grávidas

Se o destaque for aprovado pelo plenário do Senado, a reforma trabalhista terá de voltar para a Câmara

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 11/07/2017 15:35

O senador Jader Barbalho (PMDB-PA) confirmou nesta tarde de terça-feira (11/7) que a negociação para a retomada da sessão plenária para votar a reforma trabalhista continua, visto que não houve acordo até o momento. Para o senador, será possível chegar a um entendimento na próxima meia hora. 
 
 
Barbalho explicou que ele foi escalado pelos demais parlamentares para liderar as negociações após a interrupção da sessão no plenário. Uma manobra da oposição fez com que a sessão fosse suspensa. Cinco senadoras contrárias à reforma trabalhista ocuparam a mesa diretora, impedindo o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), de liderar os trabalhos. 

O senador que lidera a negociação com a oposição afirmou que a condição pedida pela oposição para a retomada da sessão é a aprovação de um destaque sobre o trabalho insalubre de grávidas e lactantes. Se esse destaque for aprovado pelo plenário do Senado, a reforma trabalhista terá de voltar para a Câmara dos Deputados, o que atrasará a tramitação do projeto e assim vai contrariar os planos do Palácio do Planalto.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.