Tesouro confirma que governo estuda postergar reajuste a servidores

Secretária garantiu que o tema está na pauta do governo

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 26/07/2017 17:04

Em coletiva de imprensa nesta quarta-feira (26/7), a secretária do Tesouro Nacional, Ana Paula Vescovi, declarou que, entre outras medidas, o governo federal estuda prorrogar os reajustes aos servidores públicos acordados para 2018. Ainda não há nenhuma decisão ou medida específica, mas está no radar para ajustar as contas no próximo ano.

“Está na lista para ser estudado. (...) O que pode se discutir é a postergação de um reajuste que já foi aprovado em lei”, declarou. Apesar do tema estar na pauta do governo, a secretária afirma que a prorrogação não tem tempo determinado.
 

Ana Paula reconheceu que a meta fiscal é "desafiadora", mas que o governo tem condições de cumprir. "Nosso compromisso é pleno com o cumprimento da meta. É o nosso trabalho e nós nos organizamos para isso. Estamos demonstrando todo nosso engajamento. Temos um trabalho muito grande para se reverter a crise, cuja a causa principal foi o desequilíbrio fiscal", pontua.

Sobre a decisão judicial para suspender o reajuste das alíquotas do PIS-Cofins, Ana Paula declara que a equipe econômica está confiante que a Advogacia-Geral da União (AGU) vai conseguir reverter a ação. "A AGU entrou com um recurso prontamente e nós estamos bastante confiantes, porque os fundamentos são bastante sólidos. Vamos aguardar o resultado", diz.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.
 
Robson
Robson - 26 de Julho às 17:31
Bem. Se a sra. não tem um plano B, sugiro que reduza os contratos terceirizados em. 30 por cento sem demitir o pessoal. Apenas reduizindo a jornada. Outra coisa, das mais de 100.000 funções comissionadas do Excecutivo, corte umas 50.000. Por fim, mais interessante, reduza o número de ministérios de 28 para uns 15