Eliseu Padilha diz que não há divergência sobre revisão da meta fiscal

Embora tenha assumido o compromisso, há um ano, de que o rombo das contas do governo não ultrapassaria os R$ 139 bilhões em 2017, o ministro da Fazenda já admite mudanças

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 01/08/2017 13:49

O ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, disse nesta terça-feira, dia 1º, que não há divergência do governo em relação à revisão da meta fiscal e que a decisão sobre qualquer mudança será do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles. "Não tem divergência nenhuma. O ministro Meirelles começou a analisar esse tema e ele é o condutor da política econômica do governo", disse. "A posição do ministro Meirelles é a posição do governo "

Embora tenha assumido o compromisso, há um ano, de que o rombo das contas do governo não ultrapassaria os R$ 139 bilhões em 2017, o ministro da Fazenda já admite mudanças. 

Padilha chegou na comitiva do presidente Michel Temer a um almoço oferecido pela Frente Parlamentar de Agropecuária em uma casa no Lago Sul, em Brasília. Padilha estava com o ministro da Secretaria de Governo, Antonio Imbassahy, e com o líder do governo no Senado, Romero Jucá.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.