Mesmo com ganhos de mais de 3% em uma semana, Bovespa abre em alta

Às 10h26, o Ibovespa subia 0,28% aos 71.276 pontos, com isso acumula alta de 3,85% em uma semana. Na máxima, marcara 71.356 pontos (%2b0,40%)

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 28/08/2017 11:05

A Bovespa abriu em leve alta nesta segunda-feira (28/8), e pouco depois experimentou uma sequência de máximas. A maioria das blue chips sobem, inclusive a ON da Vale que ignora a desvalorização de 1,57% do minério de ferro no mercado à vista na China (porto de Qingdao). O petróleo segue com sinais mistos, sendo que o barril do Brent ainda sobe na ICE (Londres) e o barril do WTI recua na Nymex (NY). 

Segundo um operador do mercado de ações, a disposição do investidor de apostar na Bolsa brasileira persiste. Mesmo com a alta de quase 8% acumulada em agosto, o Ibovespa dá sinais de que pode continuar subindo sob a perspectiva de o governo federal cumprir o plano de privatizar quase seis dezenas de ativos da União. 

Às 10h26, o Ibovespa subia 0,28% aos 71.276 pontos, com isso acumula alta de 3,85% em uma semana. Na máxima, marcara 71.356 pontos (+0,40%). 

O noticiário nesta segunda-feira ainda não traz catalisadores para os mercados. Mas a semana promete alguns vetores, como as votações do Congresso a partir de terça - entre elas a Taxa de Longo Prazo (TLP) - e dados macroeconômicos - PIB no Brasil e mercado de trabalho nos EUA. 


O Tesouro Nacional divulgou nesta segunda que o estoque da dívida pública federal (DPF) caiu 0,48% em julho, quando atingiu R$ 3,341 trilhões. A correção de juros no estoque da DPF foi de R$ 17,68 bilhões em julho. Houve, no entanto, resgate líquido de R$ 33,95 bilhões no mês passado. 

Nesta segunda, às 15h30, o presidente Michel Temer fará uma reunião ministerial para alinhar com a equipe o andamento dos trabalhos da semana, já que embarca na terça para a China, onde participará do encontro do G-20 e fará reuniões com investidores

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, que inicialmente tinha um compromisso em São Paulo, cancelou a agenda e irá participar do encontro. Temer viaja para o país asiático em meio à expectativa de a Procuradoria-Geral da República apresentar uma segunda denúncia contra ele. Na sexta-feira, a PGR apresentou denúncia contra importantes aliados e correligionários do presidente.



Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.