Governo central tem déficit primário de R$ 20,2 bilhões em julho

O resultado ficou acima das expectativas do mercado financeiro, cuja mediana apontava um déficit de R$ 18,2 bilhões

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 29/08/2017 15:22 / atualizado em 29/08/2017 16:11

O mês de julho teve os piores resultados da série histórica do Tesouro Nacional, iniciada em 1997. O rombo do mês foi de R$ 20,2 bilhões, frente ao resultado negativo de R$ 19,2 bilhões do mesmo mês de 2016. No acumulado do ano e em 12 meses também há um recorde. Registrou R$ 76, 3 bilhões e 181,8 bilhões de déficit, respectivamente. 
 

A despesa total caiu R$ 4,8 bilhões, mas a receita líquida diminuiu R$ 5,2 bilhões. No lado dos gastos, os benefícios previdenciários subiram R$ 2,8 bilhões e pessoal e encargos aumentaram R$ 2,3 bilhões. 

Desconsiderando a antecipação dos precatórios, o resultado acumulado no ano seria de R$ 58,2 bilhões. No período, a receita administrada pela Receita Federal caiu R$ 1,1 bilhões.

Para fechar as contas públicas, o governo vai mudar o rombo deste ano de R$ 139 bilhões para R$ 159 bilhões. A previsão é que a meta seja votada pela Comissão Mista de Orçamento (CMO) no Congresso Nacional nesta terça (29).

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.