Eunício descarta inverter pauta do Congresso para votar revisão da meta

A sessão, prevista para 13 horas, nem sequer foi aberta ainda por causa da votação, na Câmara, dos destaques à Medida Provisória (MP) 777, que cria a TLP

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 30/08/2017 17:11

Com a votação pendente de vetos presidenciais, o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), afirmou nesta quarta-feira (30/8), considerar "quase impossível" inverter a pauta do Congresso para votar antes a revisão da meta fiscal. A sessão, prevista para 13 horas, nem sequer foi aberta ainda por causa da votação, na Câmara, dos destaques à Medida Provisória (MP) 777, que cria a TLP.


Eunício chegou a acompanhar parte da sessão da Câmara no plenário, aguardando a conclusão da votação da MP, mas desistiu de esperar e foi para o seu gabinete. "A MP tem prazo para chegar ao Senado. Se não votar, não vai ter prazo para votar no Senado. Vou aguardar (para abrir a sessão do Congresso)", disse

Segundo ele, como os vetos trancam a pauta do Congresso, será necessário analisá-los antes de votar a revisão da meta. "A não ser que haja acordo de líderes, o que eu acho quase impossível", afirmou o presidente do Senado.

 

Leia mais notícias em Economia


O governo tenta aprovar a proposta que altera o déficit no Orçamento de 2017 e de 2018 para R$ 159 bilhões até quinta-feira, 31. A data é o prazo máximo para que o Projeto de Lei Orçamentário Anual (PLOA) seja enviado ao Congresso.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.