Meirelles diz que dados do IBGE confirmam que desemprego está caindo

O ministro da Fazenda disse ainda que a desaceleração da inflação também beneficia a renda dos trabalhadores

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 31/08/2017 18:45

No dia em que o governo será obrigado a entregar ao Congresso Nacional um Orçamento "fictício" para 2018, sob uma meta de déficit de R$ 129 bilhões já considerada inalcançável, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, usou sua conta no Twitter para ressaltar dados positivos de emprego divulgados nesta quinta-feira (31/8), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Nenhuma postagem faz menção ao fato de o governo não ter conseguido aprovar ainda a elevação do rombo autorizado para o ano que vem a R$ 159 bilhões.
 
 
Segundo o ministro, as informações do IBGE confirmam a queda do desemprego após a maior recessão da história do País. Meirelles disse que a desaceleração na atividade econômica provocou desde 2014 perda de vagas de trabalho, mas esse movimento está se revertendo.

"O IBGE mostrou hoje que a taxa de desemprego caiu a 12,8% no trimestre até julho. "A melhora no emprego costuma aparecer com alguns meses de defasagem em relação à recuperação da economia, é o que estamos vendo agora", disse Meirelles.

"Entre maio e julho, o número de desempregados caiu 721 mil. Houve criação de vagas em setores como a indústria, comércio e alimentação", acrescentou.

O ministro disse ainda que a desaceleração da inflação também beneficia a renda dos trabalhadores. Ele lembrou que o índice de preços tinha alta acumulada de 8,74% em 12 meses até julho do ano passado, porcentual que caiu a 2,71% em 12 meses até o mês passado.

"Precisamos seguir com as medidas econômicas e a agenda de reformas para que o Brasil possa crescer mais, com mais empregos sendo gerados", disse Meirelles.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.