PIB brasileiro cresce 0,2% no segundo trimestre do ano, diz IBGE

O resultado veio em linha com o que o mercado esperava. As projeções variavam de 0,2% negativo a crescimento de 0,3%

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
Daniel Alves/CB/D.A Press
Puxado pelo setor de serviço e consumo das famílias, o Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil registrou o segundo trimestre consecutivo de alta. Houve expansão de 0,2% de abril a junho do ano, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O PIB do segundo trimestre do ano totalizou R$ 1,639 trilhão. O resultado veio em linha com o que o mercado esperava. As projeções variavam de 0,2% negativo a crescimento de 0,3%. Na comparação com o segundo trimestre de 2016, avançou 0,3% no segundo trimestre deste ano. 

O consumo das famílias registrou a primeira alta depois de nove meses de recuo. Cresceu 1,4% no segundo trimestre. Em comparação com o mesmo período de 2016, houve uma evolução de 0,7%.
 

O setor de serviços subiu 0,6% no segundo trimestre, ante os três primeiros meses do ano. Na comparação com o mesmo período de 2016, porém, o resultado é de queda de 0,3%.

A agropecuária ficou estável depois três trimestres seguidos de alta, alcançando 11,5% no primeiro trimestre. Já o PIB da indústria caiu 0,5% no segundo trimestre do ano. Houve também um recuo de 2,1% em relação ao mesmo período de 2016.

O consumo do governo também caiu 0,9% de abril a junho, contabilizando uma queda de 2,4% em relação ao segundo trimestre do ano passado. 

O IBGE revisou o Produto Interno Bruto do segundo trimestre de 2016, saindo de uma queda de 0,4% para uma retração de 0,4%. 
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.