MDIC vê mudança no padrão da balança em relação ao últimos anos

Em 2016, a balança registrou saldo histórico de R$ 47,7 bilhões, mas o montante foi alcançado principalmente por conta de queda nas importações, o que não se repetiu em 2017

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 01/09/2017 17:31

O diretor de Departamento de Estatística e Apoio à Exportação do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), Herlon Brandão, destacou a mudança no padrão da balança comercial em 2017, com o crescimento das exportações e importações, o que não ocorria nos últimos anos. A balança comercial de 2017 já alcançou o maior valor da história para todos os anos, com um superávit de US$ 48,109 bilhões no ano.


Em 2016, a balança registrou saldo histórico de R$ 47,7 bilhões, mas o montante foi alcançado principalmente por conta de queda nas importações, o que não se repetiu em 2017. "O recorde no saldo comercial de 2016 foi alcançado com queda de importação, este ano não", afirmou.

Ele ressaltou o crescimento disseminado nas exportações no ano por produto - com aumento nas vendas de básicos (25,8%), semimanufaturados (14,2%) e manufaturado (10,4%) - e para vários destinos, principalmente China, EUA e Argentina. Em agosto, também houve crescimento nas três categorias na comparação com o mesmo mês de 2016. Os básicos cresceram 24,2%, manufaturados 9,7% e semimanufaturados 3,4%.

Pelo lado das importações, em agosto foi registrado o primeiro crescimento nas compras de bens de capital desde junho de 2016, uma alta de 6,6%. Para Brandão, ainda é prematuro dizer que isso demonstra a recuperação da atividade econômica. "Temos que esperar alguns meses para confirmar, mas é uma boa notícia", afirmou.

 

Leia mais notícias em Economia

 

Brandão destacou o crescimento da balança de petróleo e derivados, que, de janeiro a agosto, registrou superávit e US$ 4,043 bilhões, resultado de um crescimento na produção de 10,4% e melhora nos preços. Será o segundo ano na história que a venda de petróleo e derivados ultrapassa a compra. Ele também destacou os aumentos nas vendas de carne in natura (8,6% no ano).

Ano


Apesar dos bons resultados, o governo manteve a estimativa de saldo para este ano em US$ 60 bilhões. Brandão disse esperar uma trajetória crescente nos próximos meses, com novos recordes mensais.

 

 

Tags: balança mdic
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.