Projeção de IPCA de 2017 passa de 3,7% para 3,5% em relatório do Orçamento

A queda na inflação projetada para este ano tem sido uma das principais explicações da equipe econômica para a frustração da arrecadação de tributos desde o começo do ano

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 22/09/2017 15:49

O Ministério do Planejamento reduziu novamente a projeção do governo para a inflação medida pelo IPCA em 2017, de 3,7% para 3,5%, de acordo com o Relatório de Avaliação de Receitas e Despesas do 4º bimestre, divulgado nesta sexta-feira (22/9).

A queda na inflação projetada para este ano tem sido uma das principais explicações da equipe econômica para a frustração da arrecadação de tributos desde o começo do ano. No Relatório Trimestral de Inflação (RTI), divulgado ontem pelo Banco Central, o cenário de mercado aponta para um IPCA de 3,2% em 2017

O Ministério do Planejamento também revisou a projeção para o IGP-DI de 2017, de um recuo de 0,4% para uma queda de 1,0%. No último Boletim Focus, do BC, a projeção de mercado apontava para uma queda de 0,92% no índice este ano.

Apesar de o mercado apostar em uma alta no PIB de 2017 de 0,6% e de o BC ter estimado ontem uma expansão de 0,7% no Produto Interno Bruto, a equipe econômica manteve a projeção de crescimento da economia em 0,5% este ano. Da mesma forma, a projeção do governo para câmbio médio em 2017 continuou em R$ 3,20.

Com a continuidade do ciclo de cortes na taxa básica de juros pelo Comitê de Política Monetária (Copom), a projeção do Planejamento para a Selic média em 2017 caiu de 10,2% para 10,0% ao ano. No último Focus, as estimativas do mercado projetaram uma Selic média de 9,84% ao ano em 2017.

Por fim, graças ao desempenho do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) nos últimos meses, com a criação líquida de vagas formais de trabalho, a projeção de alta da massa salarial nominal passou de 4,0% para 4,7% este ano.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.